quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O que sobrou.

Me agoniza sentir tanta saudade e sentir asco de mim mesma por isso.
Eu bem que poderia arrancar essa porra toda daqui de dentro, não é?!
De fato, eu poderia sim!
Mas parece dependência.
Esses dias ai tava com vontade de escrever outros temas aqui, sabe?...
Só amor, só saudade, só EMOrragia de sentimentos privados... enche o saco mano!
Eu queria mesmo despejar coisas loucas, bem alcoolicas, bem engraçadas como as piadinhas e trocadilhos do Jack Sparrow.
Ou sacanear mesmo, assim como o velho Buk.
Ou até criar um bordão, um rótulo como D. Corleone.
Ai fico naquela de complexo: "mas eu sou gooorda, e sofro taanto", fico triste, melancólica segurando as banha do bucho, medindo, regrando; e continuo comendo feito louca; pra apasiguar a comilança do fim de semana, bebo e fumo a semana inteira, sem freio, me acabando.
A-ca-ba-da ouvindo Maysa, Chico e outros sons que à cada música me fazem exclamar: "Caraaalho, essa merece mais uma dose... "

Então me pego nessa: de querer fazer uma transição forçada.
E acabo despejando aqui o que sobrou; o que sobrou de toda a minha patifaria.
Me resta despejar aqui, e só aqui mesmo tudo o que sobra, porque o que sobra é resto.
E resto meu bain... ninguem quer. Nem eu.

4 comentários:

  1. Eu bem que poderia arrancar essa porra toda daqui de dentro, não é?!
    De fato, eu poderia sim!
    Mas parece dependência

    ô se parece depedencia, e ae a gnt sente raiva de nós mesmas e do qye somos depeentes...tava vendo aqui,ce é de brasilia,vou passar ae no final do ano o/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. garota,vc é um achado sabia? tava fuçando novamente pq gostei daqui e a cada olhada me surpreendo mais,mercadorias e futuro! vi a peça ano passado e li o livro semana passada! perfeitos!

    ResponderExcluir
  4. Caaaaaaaara o livro e peça são as coisas mais lindas que pude ver de perto...

    =]

    ResponderExcluir

Uma tonelada de opinião...