terça-feira, 27 de março de 2012


É penoso ver o quanto as pessoas podem se desvalorizar, se diminuir, choramingar...
Tenho asco de gente que só reclama, reclama, se maldiz, reclama...
Gente que não move uma palha para ter ao menos um pouco de conforto interno... Ficam cutucando feridas, ressuscitando mortos e chorando por eles de novo.
Durmam, leiam, saiam, passeiem gratuitamente... SE MOVAM!!!
As pessoas que convivem com vocês (pequenos mimados-sofridos-eternamente) não são obrigadas a se “des-energizarem “ por conta dos seus deletérios. Claro que desabafar e pedir conselhos tem uma diferença abismal de se lamuriar sem buscar soluções.
Quero deixar claro que não, não estou mais disposta a ver esse tipo de cena detestável.
Aos atingidos:
Não retiro, e sim reitero: NÃO ESTOU DISPONÍVEL!

3 comentários:

  1. Parece que isso se tornou algo generalizado nas pessoas. Um inconsciente coletivo e destrutivo disfarçado de humildade e motivo de orgulho. Faço coro com você em suas palavras. Não temos espaço para tanto clamor vazio de razão verdadeira.

    ResponderExcluir
  2. Verdade mesmo. Reclamar é algo que clama aos deuses ( apesar de eu crer apenas em um, esse tem feito a diferença e lutado sozinho rs) e que distancia qualquer possibilidade de felicidade. Quanto ao "vento" existem dias que uma brisa parece um furacão e temos que reconhecer que nós o fazemos as vezes. No mais relaxa Aline. É só o vento poeta.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Como disse Charles Olson "o que não muda é a vontade de mudar"

    ResponderExcluir

Uma tonelada de opinião...